O vestibular é uma etapa muito importante na vida de milhares de jovens, marcando, em muitos casos, o início da idade adulta. Não há como não sucumbir ao nervosismo, à insegurança e à ansiedade que, no período pré-vestibular, se potencializam e somam-se ao cansaço, culminando no estresse, mas é possível driblar os efeitos negativos do estresse pré-vestibular e sair-se fortalecido desse processo.

Muita coisa pode influenciar no desempenho do vestibulando, comprometendo seus resultados. Portanto, uma das medidas mais importantes é reduzir a “margem de erro” reduzindo o estresse.

Todo estudo e dedicação podem ser perdidos por causa de uma noite mal-dormida, principalmente se for a de véspera da prova. Quando dormimos mal, acordamos cansados ficamos menos produtivos. Erros banais podem ser cometidos por falta de atenção a detalhes, e as chances de ocorrer lapsos de memória são muito maiores.

O vestibulando precisa ter uma regularidade de sono durante todo o período de preparação para o vestibular. A carência de sono afeta a capacidade cognitiva, pode levar à perda de memória de fatos recentes, prejudica a concentração, diminui a capacidade de raciocínio e aumenta a irritabilidade!

Para ingressar em uma faculdade conceituada você terá de investir em um plano de estudo de longo prazo. Lembre-se de que é melhor dedicar-se a um ou, no máximo, três vestibulares, do que se desgastar em uma maratona de provas. Se você pretende inscrever-se em várias instituições, preste atenção:

  • Evite prestar vestibulares diferentes que ocorrem no mesmo dia ou fazer provas em diferentes cidades sem um intervalo de descanso entre as viagens.
  • Nos dias de folga entre as provas, descanse!
  • Se sentir-se sobrecarregado, faça uma análise dos vestibulares que irá prestar e descarte alguns.

Em véspera de vestibular, o vestibulando precisa descansar. Nada de pensar em provas. Uma boa dica é ir ao cinema ou caminhar em um parque e ficar longe de programas noturnos e de bebidas alcoólicas. Evite, também, discutir com pais, irmãos, namorado ou namorada… Evitar os excessos, principalmente na alimentação, é outra recomendação importante, pois o nervosismo pode provocar irritação gastrointestinal, dor de estômago e, até mesmo, ânsia de vômito. Portanto, faça refeições leves e balanceadas, tanto na véspera quanto no dia da prova.

A prática de exercícios físicos é uma excelente alternativa para controlar o estresse e a ansiedade, pois auxilia na oxigenação cerebral, intensifica a formação de sinapses (conexões entre os neurônios) e estimula a atividade mental, além de provocar sensações imediatas de bem-estar e de relaxamento, melhorando a qualidade do sono!

Na véspera da prova, pode até dar uma olhada nos livros e apostilas, mas só nas matérias que domina, para evitar a sensação de “não sei nada”. Certamente, você se deparará com questões que não saberá responder, mas isso não o impedirá de ingressar na faculdade. Empenhe-se em fazer uma boa prova, mas sem perfeccionismo. Quando estiver diante de uma questão que não sabe responder, pare, respire, beba água, mude de matéria (espere pelo menos dois minutos antes de começar um novo assunto) e continue a prova.

Ver o seu nome na lista dos aprovados é a recompensa máxima que um vestibulando pode ter ao fim da jornada, mas se isso não acontecer, não se desespere. Encare como mais um desafio para o próximo ano e empenhe-se em ganhar mais conhecimento.

 

Dr. Lair Ribeiro — Palestrante internacional, ex-diretor da Merck Sharp & Dohme e da Ciba-Geigy Corporation, nos Estados Unidos, e autor de vários livros que se tornaram best-sellers no Brasil e em países da América Latina e da Europa. Médico cardiologista, viveu 17 anos nos Estados Unidos, onde realizou treinamentos e pesquisas na Harvard Unversity, Baylor College of Medicine e Thomas Jefferson University.

Webpage: www.lairribeiro.com.br

e-mail: gruposintonia@lairribeiro.com.br

Tel. 0-55-11-3889.0038