Olá, tudo bem?

Queria começar o encontro de hoje com uma pergunta: você está desidratado?

Antes de responder NÃO, escute o que tenho a lhe dizer.

Apesar de termos o privilégio de estar num país que possui o maior reservatório de água do mundo, as estatísticas mostram que 40% dos brasileiros são desidratados.

Quatro em cada dez!

Uma concepção errada é que muitas pessoas acham que o corpo pede água somente quando sua boca e sua garganta estão secas.

Porém a sede não é o único indicativo para saber se você está devidamente hidratado – é importante dizer aqui que quanto mais idade você tem, mais essa percepção diminui.

Existem outros sintomas que dão algumas pistas de que o seu organismo está passando por deficiência do líquido.

São elas:

  • boca seca
  • cansaço crônico
  • prisão de ventre
  • confusão mental e tonturas
  • dor de cabeça
  • crise de asma, rinite e bronquite
  • colesterol alto

Sim, até o alto grau do seu colesterol também pode ser um dos motivos da falta de água no corpo.

Calma.

Não estou falando para você tomar trezentos litros de água para equalizar a hidratação.

Se você tomar a água de forma demasiada, o líquido pode esfoliar todos os minerais do corpo.

A dica para quem está desidratado e sofrendo com algum (ou alguns) dos sintomas citados, é que você consuma 2 litros de água por dia – em média 8 copos – com adição de 1 mililitro – metade de uma colher de café – de sal do Himalaia.

Sal integral? Sal do Himalaia? O que é isso?

Você deve estar pensando: “Nunca nem ouvi falar em sal integral. Vou substituir pelo sal refinado que tenho em casa”.

ERRADO.

O cloreto de sódio (NaCl), sal branco e refinado que a maioria das pessoas tem na cozinha, é um veneno.

Além de ser o responsável pela pressão alta, a ingestão dele não é saudável por ter “detergentes químicos” que foram utilizados no processo de refinamento.

Para ter um resultado saudável de hidratação, é OBRIGATORIO o uso de sal integral, como sal do Himalaia, o sal celta, o sal marinho e o sal do Tibete, por exemplo.

São sais integrais que contém eletrólitos que garantem a regulação dos fluidos corporais.

Além disso, esse “sal do bem” dispõe mais de 80 minerais extremamente benéficos que garantem o bom funcionamento do nosso corpo.

Entre eles está o zinco, selênio, estrôncio, potássio, cálcio e magnésio.

Para quem sofre de cansaço crônico, diabetes, pressão alta, muita atenção nesse último elemento.

O corpo, quando desidrata, libera uma substância chamada histamina que predispõe as dores físicas.

E quando nós tomamos água com adição de sal do Himalaia que contém magnésio, além de regular a hidratação, relaxa músculos, diminui a fadiga e aumenta a disposição corporal.

Que tal colocar esta dica no seu dia a dia e melhorar a saúde do seu corpo?